Pular para o conteúdo principal

Joaquim Nabuco, British Abolitionists, and the End of Slavery in Brazil: Correspondence 1880-1905

The Institute for the Study of the Americas is pleased to invite you to the launch of

Joaquim Nabuco, British Abolitionists and the End of Slavery in Brazil
edited by Leslie Bethell and José Murilo de Carvalho

Wednesday 22 April at 4.30pm
Venue: Conference Room, Institute of Advanced Legal Studies, Charles Clore House, 17 Russell Square, London WC1B 5DR

Contact: olga.jiemenz@sas.ac.uk or 020 7862 8871

A little studied aspect of the struggle to abolish slavery in Brazil in the 1880s is the relationship established and maintained between Joaquim Nabuco, the leading Brazilian abolitionist, and the British and Foreign Anti-Slavery Society in London. The correspondence between Nabuco and Charles Harris Allen, Secretary of the Anti-Slavery Society, and other British abolitionists throughout the decade and beyond reveals a partnership consciously sought by Nabuco in order to internationalise the struggle. These letters provide a unique insight into the evolution of Nabuco's thinking on both slavery and abolition and at the same time a running commentary on the slow and (at least until 1887) uncertain progress of the abolitionist cause in Brazil.

Leslie Bethell is Emeritus Professor of Latin American History at the University of London, Emeritus Fellow of St Antony's College, Oxford, Senior Research Fellow at the Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil, Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro and a member of the Brazilian Academy of Sciences. He is an Honorary Research Fellow of the Institute for the Study of the Americas.

José Murilo de Carvalho is Professor of History at the Federal University of Rio de Janeiro and a member of the Brazilian Academy of Letters and the Brazilian Academy of Sciences.


Compre na Amazon aqui (US$30).

Comentários

Alex Castro disse…
já mandei email pro comprador da minha biblioteca (o cara nao deve me aguentar mais!)

Postagens mais visitadas deste blog

A regra dos dois desvios

Ao que parece, a regra será a minha maior (e única) contribuição ao Saber Universal. Eu a reproduzi no verbete "Brigas, críticas e debates" do meu magnum opus "Manual de sobrevivência na universidade: da graduação ao pós-doutorado" ( Atualização 2017: O livro está fora do ar porque uma segunda edição, expandida, será publicada em breve). Aí vai:

" "Nunca brigue se o adversário estiver a mais de dois desvios padrãode você em qualquer dimensão: conhecimento, ideologia, inteligência ou porte físico." Se você não sabe o que é desvio padrão, nenhum problema. Traduzindo: nunca brigue se o adversário for muito melhor ou pior do que você em qualquer dimensão: conhecimento, ideologia, inteligência ou porte físico. Se o adversário é muito mais inteligente ou conhece muito melhor o assunto, ouça-o com atenção, faça as perguntas relevantes e aprenda. Não é vergonha. Agora, se o sujeito é burro ou ignorante no assunto, o melhor é desconsiderar. Afinal, qual é a…

Colistete e o atraso educacional brasileiro

Ficou ótima a matéria da Revista Piauí com o perfil do Renato Colistete e sobre sua tese de livre-docência (pdf).
Ele é um pesquisador sensacional, gente boa e orientador de 9 entre 10 dos novos pesquisadores em histórica econômica. Já estava no tempo de ele ter reconhecimento de um público mais amplo.
Aproveite e leia o seu blog . Quando a tese estiver on-line, eu aviso.

Cuba é mais rica que o Brasil?

Um texto da internet afirma (não vou incluir o link):
"O povo daquela ilha rochosa bloqueada é mais rico que o povo do continente Brasil. Essa é uma realidade chocante e geralmente desconhecida." O autor recorre aos dados do World Bank que realmente mostram Cuba com um PIB per capita (PPP)  de US$20611 contra US$ 15893 do Brasil.
Obviamente essa estimativa está furada. É tão furada que a ONU - ao calcular o IDH- estimou outro valor que até os órgãos oficiais de Cuba acharam mais razoável:
The 2013 HDI value published in the 2014 Human Development Report was based on miscalculated GNI per capita in 2011 PPP dollars, as published in the World Bank (2014). A more realistic value, based on the model developed by HDRO and verified and accepted by Cuba’s National Statistics Office, is $7,222. The corresponding 2013 HDI value is 0.759 and the rank is 69th. A mesma fonte coloca o Brasil como tendo renda per capita de US$ 15175. Ou seja, Cuba tem a metade da renda per capita brasilei…