Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2010

Hayek, o intervencionista

Mais de sessenta anos depois do lançamento, o "O Caminho da Servidão" de Hayek voltou ao topo da lista dos mais vendidos. É um grande livro. Bem, é uma boa hora para lembrar que o autor escreveu:
"There is no reason why, in a society which has reached the general level of wealth ours has, the first kind of security should not be guaranteed to all without endangering general freedom; that is: some minimum of food, shelter and clothing, sufficient to preserve health. Nor is there any reason why the state should not help to organize a comprehensive system of social insurance in providing for those common hazards of life against which few can make adequate provision"Pois é, o Hayek é menos austríaco do que se pensa.

A história recente da América Latina em um gráfico

A variação da desigualdade entre 2000-2006: A queda na desigualdade foi geral, mas não dá para encontrar um padrão fácil. A Venezuela chavista fez feio, mas a pobre Bolívia do Evo melhorou (tanto quanto o Chile). Ou seja, não dá para contar uma história simples. Os autores atribuem a redução da desigualdade aos avanços educacionais e aos programas de transferência de renda. (Meu chute adicional: a queda disparidade rural/urbano também deve ter sido importante.)

Markets in everything: Kaggle

Kaggle é um site novo para organizar competições por previsões. A idéia é muito boa e funciona assim: alguém faz o upload dos dados e as equipes tentam criar o modelo com melhor poder preditivo. Os temas vão do ridículo (a votação no breguérrimo Eurovision *) ao realmente útil (a evolução dos pacientes com HIV).
Dica do More or Less.

(*A propósito, a inesperada ganhadora do Eurovision 2010 foi uma música pop perfeitamente grudenta.)