Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2012

O novo Qualis de Economia - novas surpresas

Tive um tempinho e dei outra olhada no novo Qualis de Economia. Na boa, o que justifica que uma tal de América Latina Hoy ganhe A2, enquanto o Journal of Economic History  fique com B1 e a super boa  Papers in Regional Science seja B4?!?!? (Essas duas últimas são as revistas oficiais das duas principais associações (e o sonho de qualquer pesquisador (minimamente bem informado))).

Coisas que eu aprendi nesta semana

Inspirado pelos posts do Drunkeynesian (finalmente voltou de férias) sobre a Noruega e Islândia, eu relato algumas coisas que aprendi na semana passada:

Rio Branco (AC) é uma cidade bem organizada e limpa. Fui surpreendido também pela pouca influência da Bolívia ou do Peru;Falando da Bolívia, o país tinha uma das prisões mais peculiares do mundo (Valeu, Cleandro pela informação). Um amigo da minha família ainda é hospede lá, acusado de terrorismo;Uma ótima sorveteria em Fortaleza (CE) oferece o sabor Obama: coco, doce de leite com caramelo e cereais. Faz sentido;E só. (Quer dizer, estou lendo o Ghost Train to the Eastern Star do sempre ótimo Paul Theroux e aprendi um monte. Mas citar isso quebraria o ritmo do post.).



Gangnam style, educação e desenvolvimento na Coréia

Um excelente e surpreendente texto. Alguns trechos:
(...) "Gangnam Style" signals the emergence of irony in South Korea, meaning that the country has reached the final stage in any state's evolution.
(...)
My school enforced rules to make the increasing income disparities less visible. Students were not permitted to wear watches exceeding 20,000 won in value or shoes exceeding 9,000 won. We were not permitted to be picked up or dropped off at school by private car-which became a matter of controversy, since students were often required to stay at school very late into the night, giving rise to safety concerns.
Korean law prohibited private tutors for school subjects, for fear that this would give an advantage to the wealthy. Most students at my school had them anyway.
Periodically, the school would give the students a sort of denunciation pop quiz with questions such as "Who among your classmates is receiving private tutoring?"
Se você é o único ser humano que ainda …

Batatas->vencedores

E não o contrário. Dizem Nunn e Quian:

The introduction of potatoes can explain 22% of the rise in population and 47% of the rise in urbanisation during the 18th and 19th centuries.
Aprendi no ótimosensacionalfantástico The Columbian Exchange:
A History of Disease, Food, and Ideas de Nunn e Quian
que uma pessoa pode sobreviver com uma dieta só de batatas e leite.
Batata ruleia!

The persistence of (subnational) fortune : geography, agglomeration, and institutions in the new world por Maloney e Caicedo

O dia em que FHC mandou um recado para mim

Muitas luas atrás, eu escrevi FHC errou? a economia da escravidão no Brasil Meridional. Calculei, com uns chutes, a taxa de retorno da escravidão no RS e argumentei que o FHC - no ótimo "Capitalismo e escravidão no Brasil meridional: o negro na sociedade escravocrata do Rio Grande do Sul"- errou ao afirmar que a escravidão era intrinsecamente ineficiente. Meu ponto é que foi o boom do café que valorizou o câmbio e levou à "falta de braços" na charqueada gaúcha. Enfim, antes de virar modinha no Brasil, eu falava de doença holandesa.
Meu texto teve impacto nulo. Quase ninguém leu, ninguém cita. Até ficou de fora do guia bibliográfico sobre a escravidão no RS.
Qual não foi minha surpresa quando nessa entrevista do FHC  o entrevistador volta ao tema:


 Ele pergunta o que FHC acha dos pesquisadores "mais jovens" que apontam que a causa da decadência da escravidão na charqueada estaria na doença holandesa. O FHC responde "Os mais jovens tem que descobrir …

Diversos, na correria

- Cristiano Costa pede colaborações para uma monografia sobre educação financeira;
- Acemoglu na Globonews;
- Divulgação do evento "Qualidade no Gasto Público" no RJ em outubro;
- O gráfico do Gapminder atualizado (pdf);
- A Universidade do Marginal Revolution. O primeiro curso é sobre desenvolvimento econômico (Bem que o Tyler Cowen poderia dar um curso sobre Life, the Universe, and Everything!).