Quase 10 mandamentos para jornalistas econômicos


1- Não compararás estoque com fluxo;
2-Diferenciarás: milhão de bilhão; bilhão de trilhão;
3- Não compararás faturamento das empresas com PIB de países;
4- Levarás em conta o poder paridade de compra das moedas;
5- Deflacionarás os valores;
6- Não escreverás "maior da história" a cada resultado contábil, sem antes calcular em termos per capita, ou como % do PIB;
7- Saberás que o número de empregos da economia não é fixo. Migrantes não tiram empregos;
8- Não escreverás: "Apesar da queda da inflação, a cesta básica encareceu". Um fato não contradiz o outro;
9- Não lamentarás um aumento de importações;
10 - [Em aberto. Sugestões?]

10 comentários:

Sandro Dantas disse...

Haha. Muito bom.

O último pode ser: Não citarás o índice Bovespa sempre que acontecer algum fato político... ou algo do tipo. haha

Anônimo disse...

Não confundirás superávit primário com nominal.

Anônimo disse...

Não dirás: temos que adicionar valor às exportações...

fábio pesavento disse...

saberás interpretar um número índice...

Leonardo Monasterio disse...

Obrigado pelas sugestões!
No Twitter sugeriram:
"Não usarás o tomate como indexador"

Vou acrescentar os sete pecados capitais para dar conta de tudo.
Valeu!

Anônimo disse...

Nao indicara tendencia de alta ou baixa (em termos reais) para taxas de cambio ou acoes

Carlos de Brito Pereira disse...

Não adjetivarás o entrevistado de "neoliberal" ou "progressista" em vão. Nem nunca.

Anônimo disse...

levarás em consideração a sazonalidade ao comentar resultados de periodicidade mensal e trimestral.

Anônimo disse...

O que mais me incomoda é quando falam sobre o Brasil ser a 8ª economia do mundo, e que passou a França, ou o Reino Unido, sei lá...

Como geral não compreende o conceito de PIB per capita a gente vê os brasileiros na net sacaneando os portugueses, por exemplo, por terem uma economia ridícula.

Maria Virgínia Colusso disse...

Não usarás a palavra "mediana" como sinônimo de "média".

Tecnologia do Blogger.