Pular para o conteúdo principal

Duílio encontra Deirdre

Eu conheci o professor Duílio Berni faz uns 10 anos e ele ser transformou imediatamente em minha referência intelectual. Não compartilhamos interesses de pesquisa e eu acho que só entendo metade do que ele diz. Mas cada conversa me rende um ano de reflexão e os livros que ele sugeriu viraram a minha cabeça. (O breve período em que ele foi meu vizinho em Londres foi uma das melhores memórias do meu período de pos-doc).
Eu nunca encontrei a Deirdre Mcloskey, mas ela me ensinou como escrever e pesquisar. Seus papers de história econômica são ainda melhores que os de metodologia que a fizeram famosa.
Lendo o blog da Deirdre tive a surpresa de encontrar uma pergunta do Duílio. Ele quer a referência da seguinte frase da Deirdre's :

"Replete of prices and profits, acres and hand, economic science is the most measurable of all social sciences”.

Ótima frase! A Deirdre não respondeu e sugeriu ao Duílio procurar no seus papers on-line . Eu suspeito que existe um probabilidade não nula de que o próprio Duílio cunhou a frase, mas seria ótimo se alguém o ajudasse a encontrá-la.

Atualização: O blog da Deirdre não está funcionando hoje (2 de outubro). Não é a minha culpa.

Comentários

Hermenauta disse…
Convenhamos, Leo, que muitas outras coisas a fizeram famosa também, né?

Eu conheci McCloskey através de um livro sobre retórica em economia do Pérsio Arida. Cabeça fantástica.
Thomas H. Kang disse…
é, eu a(o) conheci no mesmo livro, hehe, depois de comentários a respeito dele(a) por parte do seu Pedro Fonseca.

Os parênteses são porque quando li, o autor era Donald...
Essa historia da mudanca de sexo acabou chamando mais atencao do que devia (ateh por culpa da propria). Uma pena.
Mas o causo eh bom e os alunos se divertem com isso.
Marcelo Passos disse…
Salve Léo!
Muito te ler de volta.
A propósito, li há alguns anos atrás, no livro citado, os textos de McCloskey, Arida, Aldrighi (sobre o texto de McCloskey), Paulani (também sobre o texto de McCloskey) e Ramón Fernandez.
O texto de McCloskey é realmente excelente. O perfil dela é, como Fernandez sintetizou: "economista tão completamente ortodoxo em questões teóricas quanto heterodoxo em questões metateóricas ou metodológicas" (in "A Retórica e a Procura da Verdade em Economia").
Tem um trecho no texto de McCloskey("A Retórica da Economia") que é muito bom: "Descobrir que a conversação econômica depende em grande medida das formas orais não quer dizer que a economia não seja uma ciência, ou só uma questão de opinião ou algum tipo de jogo confidencial. Os bons poetas, ainda que não sejam cientistas, são sérios pensadores de seus símbolos; os bons historiadores, sérios pensadores de seus dados. Os bons cientistas também fazem uso da linguagem, e mais ainda, empregam a sutileza da linguagem sem propô-la de forma especial. A linguagem empregada é um objeto social, e utilizar a linguagem é um ato social; necessita-se de habilidade e que se preste atenção às pessoas que estão presentes quando se fala".
Pois é, este trecho é só o começo do artigo de McCloskey...
Valeu, Marcelo. Em outras palavras: Retorica não eh picaretagem!
Abracao,
leo

Postagens mais visitadas deste blog

A regra dos dois desvios

Ao que parece, a regra será a minha maior (e única) contribuição ao Saber Universal. Eu a reproduzi no verbete "Brigas, críticas e debates" do meu magnum opus "Manual de sobrevivência na universidade: da graduação ao pós-doutorado" ( Atualização 2017: O livro está fora do ar porque uma segunda edição, expandida, será publicada em breve). Aí vai:

" "Nunca brigue se o adversário estiver a mais de dois desvios padrãode você em qualquer dimensão: conhecimento, ideologia, inteligência ou porte físico." Se você não sabe o que é desvio padrão, nenhum problema. Traduzindo: nunca brigue se o adversário for muito melhor ou pior do que você em qualquer dimensão: conhecimento, ideologia, inteligência ou porte físico. Se o adversário é muito mais inteligente ou conhece muito melhor o assunto, ouça-o com atenção, faça as perguntas relevantes e aprenda. Não é vergonha. Agora, se o sujeito é burro ou ignorante no assunto, o melhor é desconsiderar. Afinal, qual é a…

Colistete e o atraso educacional brasileiro

Ficou ótima a matéria da Revista Piauí com o perfil do Renato Colistete e sobre sua tese de livre-docência (pdf).
Ele é um pesquisador sensacional, gente boa e orientador de 9 entre 10 dos novos pesquisadores em histórica econômica. Já estava no tempo de ele ter reconhecimento de um público mais amplo.
Aproveite e leia o seu blog . Quando a tese estiver on-line, eu aviso.

Cuba é mais rica que o Brasil?

Um texto da internet afirma (não vou incluir o link):
"O povo daquela ilha rochosa bloqueada é mais rico que o povo do continente Brasil. Essa é uma realidade chocante e geralmente desconhecida." O autor recorre aos dados do World Bank que realmente mostram Cuba com um PIB per capita (PPP)  de US$20611 contra US$ 15893 do Brasil.
Obviamente essa estimativa está furada. É tão furada que a ONU - ao calcular o IDH- estimou outro valor que até os órgãos oficiais de Cuba acharam mais razoável:
The 2013 HDI value published in the 2014 Human Development Report was based on miscalculated GNI per capita in 2011 PPP dollars, as published in the World Bank (2014). A more realistic value, based on the model developed by HDRO and verified and accepted by Cuba’s National Statistics Office, is $7,222. The corresponding 2013 HDI value is 0.759 and the rank is 69th. A mesma fonte coloca o Brasil como tendo renda per capita de US$ 15175. Ou seja, Cuba tem a metade da renda per capita brasilei…