Instituições importam. Ou não?

5 comentários:

Thomas H. Kang disse...

Opa,

Excelente post, li todo o debate. Gosto da aborgagem Acemoglu-Johnson-Robinson, mas fiquei curioso quanto à proposta do Clark - embora ele seja excessivamente culturalista ao que parece. Vale a pena ler o livro dele?

abs!

Leonardo Monasterio disse...

Valeu, Thomas.
Seguinte: nao li o Farewell to Alms ainda. Boa parte do livro repousa intocada no meu hd (parte da minha acumulacao primitiva de pdf). Eu soh vi e li dois papers e assisti os seminarios dele na LSE e no Institute of HIstorical Research. Em ambos ele foi muito convincente, mostrando que por, padroes atuais, as instituicoes na Inglaterra eram uma porcaria. (Muito legal eh que ele mostra que a imensa maioria ods inventores da Rev. Industrial nao se beneficiaram dos seus inventos).
Ele soh nao era convincente quando vinha com o papo de que a biologia teria sido importante. Ele apanhou muuuiiito no seminario da LSE por causa disso. E, realmente, qq biologo vai diria que isso eh besteria (imagino eu).
Inteh,
Leo.

Thomas H. Kang disse...

Então vai pra minha lista de livros a serem lidos aqui. Acho que já tenho um bocado de autores a serem comparados agora (Engerman & Sokoloff; Acemoglu et al.; Clark; North, Summerhill & Weingast; Coatsworth, etc...). Algo a acrescentar?

té!

Leonardo Monasterio disse...

Vc jah leu os textos nao institucionais sobre desigualdade regional no brasil? Leff, graham e cia?
Abracos,
Leo.

Thomas H. Kang disse...

Hmmm... no Leff eu já ouvira falar... agora vou ver se procuro o Graham. Valeu pela dica!

Tecnologia do Blogger.