Pular para o conteúdo principal

Livros novos para o Departamento de Economia da UFPel

Graças ao Titio CNPq, ao contribuinte e à Amazon, aí vão os livros recém-chegados:
  • "Predictably Irrational: The Hidden Forces That Shape Our Decisions" Dan Ariely
  • "The Oxford Encyclopedia of Economic History: 5-Volume Set", Joel Mokyr;
  • "African Slavery in Latin America and the Caribbean", Herbert S. Klein
  • The New Comparative Economic History: Essays in Honor of Jeffrey G. Williamson", Timothy J. Hatton
  • Globalization and the Poor Periphery before 1950 (Ohlin Lectures)", Jeffrey G. Williamson;
  • "Globalization and History: The Evolution of a Nineteenth-Century Atlantic Economy", Kevin H. O'Rourke
  • "Political Economics: Explaining Economic Policy (Zeuthen Lectures)", Torsten Persson;
  • "An Introduction to Efficiency and Productivity Analysis", Timothy J. Coelli;
  • "Time on the Cross: The Economics of American Negro Slavery", Robert William Fogel;
  • "Analysis of Panel Data", Cheng Hsiao
  • "Mathematical Methods and Models for Economists", Angel de la Fuente;
  • "Kolonien, Kolonialpolitik und Auswanderung", Wilhelm Georg Friedrich Roscher;
  • "Game Theory and the Law", Douglas Baird
  • "Latin America and the World Economy since 1800 (David Rockefeller Center Series on Latin American Studies)", John H. Coatsworth
  • "Understanding the Process of Economic Change (Princeton Economic History of the Western World)", Douglass C. North
  • "A Farewell to Alms: A Brief Economic History of the World (Princeton Economic History of the Western World)", Gregory Clark;
  • "Microeconomics: Behavior, Institutions, and Evolution (The Roundtable Series in Behavioral Economics)", Samuel Bowles
  • "Order Against Progress: Government, Foreign Investment, and Railroads in Brazil, 1854-1913 (Social Science History)", William R. Summerhill III;
  • "Slavery, Emancipation, and Freedom: Comparative Perspectives (Walter Lynwood Fleming Lectures in Southern History)", Stanley L. Engerman
  • "Political Institutions and Economic Growth in Latin America: Essays in Policy, History, and Political Economy (Hoover Institution Press Publication)", Stephen Haber;
  • "Crony Capitalism and Economic Growth in Latin America: Theory and Evidence",
  • "The Logic of Life: The Rational Economics of an Irrational World", Tim Harford.

Comentários

Thomas H. Kang disse…
Ótimos livros!
E com um viés de história econômica bem forte!

abs
Anônimo disse…
Olá. Estou trabalhando num projeto de conclusão de curso no qual penso que possa me ajudar. É sobre como o sobressalto da economia tem contribuído para a formação de uma nova classe de leitores de classe baixa. Minha área de interesse é jornalismo. Se puder me ajudar com indicação bibliográfica agradeço.

Meus emails são
deco.bancillon@correioweb.com.br
edersonjornal@gmail.com

Postagens mais visitadas deste blog

A regra dos dois desvios

Ao que parece, a regra será a minha maior (e única) contribuição ao Saber Universal. Eu a reproduzi no verbete "Brigas, críticas e debates" do meu magnum opus "Manual de sobrevivência na universidade: da graduação ao pós-doutorado" ( Atualização 2017: O livro está fora do ar porque uma segunda edição, expandida, será publicada em breve). Aí vai:

" "Nunca brigue se o adversário estiver a mais de dois desvios padrãode você em qualquer dimensão: conhecimento, ideologia, inteligência ou porte físico." Se você não sabe o que é desvio padrão, nenhum problema. Traduzindo: nunca brigue se o adversário for muito melhor ou pior do que você em qualquer dimensão: conhecimento, ideologia, inteligência ou porte físico. Se o adversário é muito mais inteligente ou conhece muito melhor o assunto, ouça-o com atenção, faça as perguntas relevantes e aprenda. Não é vergonha. Agora, se o sujeito é burro ou ignorante no assunto, o melhor é desconsiderar. Afinal, qual é a…

Colistete e o atraso educacional brasileiro

Ficou ótima a matéria da Revista Piauí com o perfil do Renato Colistete e sobre sua tese de livre-docência (pdf).
Ele é um pesquisador sensacional, gente boa e orientador de 9 entre 10 dos novos pesquisadores em histórica econômica. Já estava no tempo de ele ter reconhecimento de um público mais amplo.
Aproveite e leia o seu blog . Quando a tese estiver on-line, eu aviso.

Cuba é mais rica que o Brasil?

Um texto da internet afirma (não vou incluir o link):
"O povo daquela ilha rochosa bloqueada é mais rico que o povo do continente Brasil. Essa é uma realidade chocante e geralmente desconhecida." O autor recorre aos dados do World Bank que realmente mostram Cuba com um PIB per capita (PPP)  de US$20611 contra US$ 15893 do Brasil.
Obviamente essa estimativa está furada. É tão furada que a ONU - ao calcular o IDH- estimou outro valor que até os órgãos oficiais de Cuba acharam mais razoável:
The 2013 HDI value published in the 2014 Human Development Report was based on miscalculated GNI per capita in 2011 PPP dollars, as published in the World Bank (2014). A more realistic value, based on the model developed by HDRO and verified and accepted by Cuba’s National Statistics Office, is $7,222. The corresponding 2013 HDI value is 0.759 and the rank is 69th. A mesma fonte coloca o Brasil como tendo renda per capita de US$ 15175. Ou seja, Cuba tem a metade da renda per capita brasilei…