Coatsworth versus Engerman & Sokollof

A tese de Engerman & Sokollof ("Factor Endowments, Institutions, and Differential Paths of Growth among New World Economies", publicada pela primeira vez em How Latin America Fell Behind) afirma que a dotação de fatores condicionou o desenvolvimento das sociedades no Novo Mundo. A desigualde inicial na distribuição da riqueza na América Latina levou a instituições que preservaram a desigualdade e restringiram o desenvolvimento econômico.
Eu, no fundo, acho essa estória plausível. Mas tive minha fé abalada ao ler o texto:

Coatsworth, John "Structures, Endowments, and Institutions in Economic History of Latin America". Latin American Research Review; 2005, Vol. 40 Issue 3, p. 126-144.

Ele apresenta várias críticas, mas a principal é a de que a concentração de terras na América Latina não era muito maior do que na colônias britânicas ou mesmo da Inglaterra (!). Com certeza, o debate não vai terminar tão cedo, mas o texto de Coatsworth é essencial.

3 comentários:

Davi disse...

Faz realmente muito sentido a tese levantada pelo autor. Acho que hoje ainda sentimos o reflexo disto aqui na América Latina.

José disse...

Ao saber das opiniões deslumbradas de Coastwarth sobre o desempenho da economia e sociedade cubana na época da ajuda soviética passei a ter sérias duvidas sobre a capacidade análitica e até mesmo a honestidade intelectual deste autor. É de doer. http://www.nysun.com/news/new-york/cuba-hands-voice-opposition-columbia-dean

Leonardo Monasterio disse...

José, nao sabia sobre isso nao.
Valeu pelo link...
Abracos,
Leo

Tecnologia do Blogger.