O Zimbabwe está ruindo

Sr. Mugabe criou o Mundo Bizarro de boas políticas econômicas. Com certeza, o país não era um lugar perfeito, mas é quase inacreditável o que ele fez com o país:
Eight in ten people have no formal jobs; inflation, officially estimated at more than 3,700%, may actually be twice as high.
So President Robert Mugabe has decided to try to do something about the galloping prices of basic goods. Ignoring protests from Gideon Gono, the governor of the central bank, Mr Mugabe, who famously despises “bookish economics”, has sent the police in to order shopkeepers to slash their prices, forcing them to sell at a loss. The predictable result is huge crowds waiting outside shops to rush in and grab whatever they can while the going is good. Factories are threatened with being taken over if they stop production. Hundreds of shopkeepers have been arrested, accused of not lowering their prices enough.

A propósito, antes de tentar salvar a África você deve ler isso ou isso.

Um comentário:

Marcelo disse...

Leo,

Excelente post.
"Bookish economics" é uma expressão ótima. Melhor do isso, só as metáforas do Lula.
Já tivemos, por aqui, um babalorixá pseudo-literata com jeito de Mugabe.
Lembra do "Sir Ney", rei do Maranhão, com seus fiscais e com a Sunab controlando preços com mais força do que a Polícia Federal?
Pajelança em Economia é pior do que epidemia de dengue...
Outra coisa: esses modismos de ingleses querendo salvar países africanos me lembra aqueles cariocas que, a pretexto de qualquer coisa, faziam campanhas do tipo "Abraçar a Lagoa Rodrigo de Freitas". O engraçado é que, no Rio, o Alfredo Sirkis era sempre quem liderava esse tipo de "programa de índio". Aí em Londres, o Bob Geldof é o cara das "farras contestatórias".

Grande abraço.

Marcelo.

Tecnologia do Blogger.