Rodrik e a Política Industrial

O Dani Rodrik encontra convergência incondicional na produtividade do trabalho na manufatura. Valeu, mas como poderia ser diferente? Com o comércio internacional bombando resultado é mais do que esperado. (A bem da verdade, o próprio Rodrik reconhece isso no artigo).
O mais questionável no trabalho, contudo, é o viés de seleção. O autor afirma que o resultado sugere que a chave da convergência de renda está na capacidade do país fazer a mudança estrututral na direção da manufatura. No entanto, ele só pega a convergência de produtividade dos que desenvolveram a manufatura a ponto de estarem na base de dados. Se a indústria quebra ou nem chega a se desenvolver no país, ela sai da amostra.
Tem um outro trabalho do Rodrik (com McMillan) apresentado no seminário do Banco Mundial (Via Escolhas e Conseqüências) que vai na mesma direção. Um Powerpoint do debatedor aponta as partes mais problemáticas do argumento de Rodrik e cia. Claro que não sei da réplica, mas achei os pontos bem pertinentes.
Voltando para o caso brasileiro, vale ler o Mansueto sobre a produção de Ipads aqui..A minha posição, vocês sabem, é de que isso passa de cargo cult.

4 comentários:

Anaximandros disse...

Leo, nao sei se agradeço ou se abro mão do code, em todo caso, dois outros artigos podem completar bem a tua lista, mesmo que eu não comente, será inescapável: o recente sobre convergência, anterior a esse que citas no inicio e o mais antigo com o ricardo hausman - Economic development as self-discovery de 2003. No mais, ainda acho que ele tem bons pontos sim...lembrei de algo, "atravessar o rio, pisando nas pedras" e da china, claro. abs, s.

Anônimo disse...

Ganhar R$ 10.000,00 por mês ou mais fica fácil criticar os trabalhos com os quais não concorda e querer impor sua receita para o bolo. Ademais, viajar para congressos com dinheiro público não se critica. Pq não falam de se lava dinheiro na academia e nas instituições das que trabalham? Quais sua contribuição nisso?

Pq não escreve algo novo, diferente, enfim, idéias? É baixaria só ficar apunhalando os outros.

Boa noite!

Anônimo disse...

É óbvio que manufatura importa, mas a que preço? Quais os custos sociais de se manter este ou aquele setor industrial (nesta ou naquela região)?

Leonardo Monasterio disse...

Anônimo do dia 1/11/11: Boa noite para vc tb!

Anônimo do dia 7/11/11: Pois é. Imagina o custo - em termos da distorcao criada - de ter uma manufatura é tão maior quanto maior a tua dotação de recursos naturais.

Tecnologia do Blogger.