O prêmio Nobel estava errado

 O Angus Deaton publicou estudo em que concluía que a mortalidade dos homens brancos de meia idade teria aumentado nos EUA. O Andrew Gelman estranhou, pegou os mesmos dados e percebeu que o efeito era resultado da forma de agregação das idades. Fazendo os ajustes corretos, descobriu que, na verdade, a taxa de mortalidade das mulheres brancas aumentou e a dos homens, caiu. Aqui ele elabora mais a questão e apresenta o código em R.
Ciência funciona!!! O prêmio Nobel não é argumento, nem garantia de que o ganhador é infalível. Como já dizia o Francis Bacon em Novum Organum (1620):
"Dados importam, mané."

2 comentários:

José Gaspar Ruas-Filho disse...

http://www.nytimes.com/2015/11/07/upshot/more-details-on-rising-mortality-among-middle-aged-whites.html

Leonardo Monasterio disse...

Obrigado pelo link!

Tecnologia do Blogger.