"Um Americano Reconta o Império" Elio Gaspari sobre Summerhill

Na coluna do Elio Gaspari de hoje:
"O professor William Summerhill, da Universidade da Califórnia, é um bruxo da pesquisa econômica. Em 1998, ele publicou um artigo sobre a construção de ferrovias até os primeiros anos da República e virou de cabeça para baixo a sabedoria convencional que envolvia o assunto. Elas foram um operação bem sucedida, fator de grande progresso. Summerhill está de novo nas livrarias americanas com "Inglorious Revolution" (em tradução livre, "Uma Revolução Inglória - Instituições Políticas, Dívida Soberana e Subdesenvolvimento Financeiro no Brasil Imperial").
Trabalho prodigioso de pesquisa lida com um paradoxo: A teoria ensina que os países que honram suas dívidas progridem. Durante todo o Império, o Brasil honrou suas dívidas interna e externa e não progrediu. O crédito do Império em Londres era tão sólido que resistiu até a um rompimento de relações com a Inglaterra.
 Entre os muitos fatores do atraso, um está aí até hoje. O sistema de crédito era controlado pelo governo, mas a banca, concentrada e com poderosas conexões, controlava o governo. Os grandes fazendeiros do café conseguiam dinheiro a 8% ao ano. Na Bahia, a 12%. Em Minas e Pernambuco, até a 30%.
 O artigo das ferrovias, bem como Order Against Progress ("Ordem contra o Progresso"), o livro que resultou de sua expansão, publicado em 2003, não foram traduzidos para o português. Olavo Bilac tinha razão, o português, a ultima flor do Lácio, é esplendor e sepultura."
Todos os elogios às contribuições dele são merecidos! E acrescento: além de tudo , ele é super gente boa, generoso e engraçado. 

3 comentários:

fábio pesavento disse...

Summerhill é o cara!!!

Anônimo disse...

Então traz pra cá!
Depois de darmos uma reorganizada, of course!
Bora traduzir?

Abraço do amigo Nelson

Leonardo Monasterio disse...

Grande Nelson,
Abraços!
Leo

Tecnologia do Blogger.