Por que estudo francês?

Não é só por causa da música, da comida ou do turismo. Faz algum tempo, estou com uma xerox do Leroy-Beaulieu De la colonisation chez les peuples modernes (1874) obtida na biblioteca da Unisinos. Ao que parece, foi ele quem começou com a classificação das colônias entre exploração e povoamento. (O tal Roscher parece que disse algo parecido antes. Comprei até o livro, mas desisti de aprender alemão em 1987). Como vocês sabem, via Caio Prado Jr. , essa dicotomia é ensinada em qualquer colégio brasileiro. Enfim, um dia quero escrever sobre o assunto. Tenho até um título: "Exploração e Povoamento: de Roscher a Acemoglu", o problema é fazer... Alguém se dispõe a participar disso?

(Eu tinha outro motivo para aprender a língua: ler o livro-texto do Thisse et al. de Economia Regional que eu comprei em francês, mas acabei de descobrir que saiu em inglês)

3 comentários:

Thomas H. Kang disse...

Poxa, não sabia que antes algm já dizia isso. Até a velha Escola Histórica Alemã?!
Os amigos Engerman e Sokoloff falam praticamente a mesma coisa que o Caio Prado.

Eu até toparia esse livro, só precisaria voltar às aulas de alemão, hehe.

Leonardo Monasterio disse...

Pois eh, Thomas, eu acho que rende um texto mesmo. O chato eh fazer... :-)

NPTO disse...

Rapaz, que bom que alguém disse isso. Quando eu li essa turma do Acemoglu, a primeira coisa que eu pensei foi, bom, legal, mas eu aprendi isso aí no segundo grau. Escreva o paper!

A propósito, uma vez fui explicar isso para um gringo e não sabia dizer "colônia de povoamento" em inglês. Alguma idéia?

Tecnologia do Blogger.