Diversos

3 comentários:

Anônimo disse...

Digam o que disserem, Keynes e Krugman não são comunistas ou socialistas. É verdade que eles não acreditam no liberalismo extremo do laissez-faire e laissez-passer. Mas daí a acusá-los de estatizantes ou intervencionistas é má fé ou simples leitura equivocada. No contexto inglês e norte-americano, os dois são liberais, o que os coloca distantes de conservadores, marxistas e libertários.

Leonardo Monasterio disse...

De que importam esse rotulos? O ponto principal do texto é que o autor assume que suas crenças sobre o mundo economico não são independentes de sua visao de mundo.

Anônimo disse...

Concordo que rótulos não importam. Tanto não importam que Keynes e Krugman assumem abertamente suas crenças e visões de mundo.

Tecnologia do Blogger.