Churros recheado e outras coisas importantes da vida

O jeito mais fácil de se adaptar a um país, todos sabem, é de fora para dentro, comendo. Os churros locais, lamento dizer, foram frustrantes. A massa é igual a brasileira e eles devem ser molhados em um chocolate quente meio-mais-ou-menos. Bendito o imigrante espanhol que inventou o churros recheado em São Paulo e benditos todos os vendedores de churros de Porto Alegre e Rio.
E qual a importância do churros recheado? Ora, hoje a Economia tem a tecnologia para estimar os ganhos de bem-estar decorrentes da introdução de novos bens. Veja a tabela 1 desse trabalho que sintetiza os estudos do gênero. Ok, o churros recheado não é tão importante quanto o chá ou a internet, mas deve ter valido mais do que o Cherrios de maçã e canela. Ao menos para mim, vale bem mais.

4 comentários:

Alejandro disse...

Pois é, Leo. Eu adoro os churros recheados brasileiros, enquanto nunca peço churros no meu país.

O brasileiro é bem mais criativo do que o europeu.

Abrs,

Ale

Leonardo Monasterio disse...

Caro Alejandro,
Eu não acho que o brasileiro seja mais criativo. Afinal, foi um espanhol que criou o churros recheado. Eu acho que o fato de estar livre do peso da tradição é o que faz a diferença. O cara pode arriscar e acertar - como no caso do churros em questão - ou então criar a pizza de sushi (sim, existe)

Alejandro disse...

Leo,

Tens razão. Eu concordo. Mas isso não acaba fazendo no final das contas que o brasileiro seja mais criativo do que o espanhol tradicional?

Pizza de sushi? Rapaz, deve ser boa, né?...

Eu provei pela primeira vez(no Brasil, claro)a pizza de chocolate. Ora, meu primeiro pensamento ao ouvir da pizza essa foi: nossa, que porcaria! Eu não vou comer essa porra! Mas como eu sou um cara bravo, resolvi finalmente experimentar. E devo reconhecer que gostei bastante.

Irineu de Carvalho Filho disse...

Ja vi churros recheados na Argentina.

Tecnologia do Blogger.