Previdência social nas grandes regiões

Vejam os resultados do saldo previdenciário (benefício-arrecadação). A Região Sul - surpresa! - recebe uns R$12,5 bilhões por ano (Dados de 2010).

Região
Saldo em milhões
Saldo per capita
Centro-Oeste
-4508
-321
Nordeste
32643
615
Norte
3015
190
Sudeste
-5668
-71
Sul
12521
457

Resultados completos em breve em um Texto para Discussão perto de você.

4 comentários:

Rafael H M Pereira disse...

Bem interessante. O que me deixou pensando num agravante para economia brasileira. Os demógrafos adoram falar de índice de envelhecimento, bônus demográfico e razão de dependência. O problema é que eles, em geral, falam sempre para o país como um todo, e acabam dando pouca atenção para desigualdades regionais do ritmo das transformações demográficas. A sua tabela faz a gente lembrar que, no futuro, esses desbalanços previdenciários de regiões mais ricas e envelhecidas terão de ser cobertos justamente pelas regiões do país que combinam perfil demogáfico mais jovem, socialmente mais pobres e economicamente menos produtivas. No futuro, quando todas regioes estiverem no vermelho, aí lascou-se (a não ser que Marcelo Caetano e turma resolvam o problema do sistema previdenciário).

Leonardo Monasterio disse...

Valeu mesmo pelo comentário! Ótima sacada. Posso usar no TD como se fosse meu?
( Ah , sim o texto é em co-autoria com o M. Caetano )

Rafael H M Pereira disse...

hehehe Excelente! Vá em frente. Estou para escrever um Capítulo com Ana Amélia sobre a heterogeneidade espacial da transição demográfica no Brasil e suas implicações para políticas públicas. Esse exemplo da previdência vai ser bom para citar como referência.

Lucas Iten Teixeira disse...

Esse ponto é muito pertinente. O Brasil é tratado como se fosse homogêneo, e não é. Policies, ações regressões são feitas desconsiderando que o país tem 8 milhões de km2. E creio que isto se agrava na questão da previdência.
Aguardo com boas expectativas o texto de discussão!
abs

Tecnologia do Blogger.