O aumento da segregação espacial por raça nos EUA

Os dados dos Censos dos EUA permitiram um estudo super bacana: olhar quem era vizinho de quem. O estudo (resumo aqui) mostra que a segregação racial medida como "qual a probabilidade de se ter um vizinho de outra raça" aumentou em 1880 e 1940.
Trevor Logan, um dos coautores da pesquisa, visitará o Cedeplar (UFMG) em breve. Agradeço ao grande Bernard Lanza, por me avisar sobre tão importante pesquisa.

3 comentários:

Gabriel Rega disse...

Texto clássico da literatura do tema: Schelling (1971)
link: http://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/0022250X.1971.9989794

Anônimo disse...

Oi Leonardo,
Você já teve a oportunidade de ver a pesquisa do Raj Chetty sobre as chances das crianças ascenderem na distribuição de renda com relação às características do ambiente onde cresceram?
Usando uma base de 40 milhões de crianças, ele apresenta mapas de segregação racial que são,no mínimo, assustadores.

http://www.equality-of-opportunity.org/images/geo_slides.pdf
(Slides 58 e 59)
Grande abraço

Leonardo Monasterio disse...

Gabriel,
Pois é, todo o texto é construído com base no texto do Schelling. Leia lá que vc vai gostar.

Anônimo,
Valeu. Eu só li a repercussão do estudo no NYT e o podcast no Planet Money.

Tecnologia do Blogger.