A Eficiência das Privadas

Eu já citei aqui os maravilhosos artigos do William Nordhaus sobre os ganhos de eficiência na emissão de luz e a computação. Eu tenho um outro exemplo mais prosaico: vocês já notaram o quão mais eficiente ficaram as privadas? As mais recentes fazem o serviço com apenas uma descarga e com uma quantidade muito menor de água do que as antigas. O mais interessante é que foi só e tão somente uma questão de melhoria no design do vaso.
(Sou só eu que presto atenção nessas coisas?)

2 comentários:

Matheus disse...

Já tinha pensado sobre as privadas depois de ver algo sobre essas casas "ecologicamente corretas", que aproveitam inclusive a água da chuva nas descargas. Mas não sabia sobre o design dos vasos. Interessante...

KRON disse...

Caro Léo

nâo esqueça das nossas discussões em Curitiba sobre o pouco valor que as pessoas dão ao vaso sanitário. Valorizam muito o colchão, com aquele papo de que passamos 1/3 de nossas vidas sobre o mesmo,mas poucos se lembram do vaso. Vc recorda daquela nossa discussão em Curitiba sobre o lutier que deveria fazer os assentos dos vasos de acordo com o perfil do usuário??

Um abraço

Tecnologia do Blogger.