Pular para o conteúdo principal

Por que agora?

Em Austerity and Anarchy: Budget Cuts and Social Unrest in Europe (1919-2009) Ponticelli e Voth mostram que medidas de austeridade causaram manifestações. Já no Brasil, o desemprego está em baixa, os salários reais em alta, a seleção está ganhando e o governo não sinalizou qualquer redução de gasto. Por que tantas manifestações agora? O @NPTO sugeriu que os manifestantes poderiam estar antecipando a austeridade futura. Sei não, isso continua um enigma para mim.
Eu só consigo antecipar duas coisas: 1) agora é que o governo não vai mesmo adotar medidas recessivas; 2) os aumentos de preços das passagens voltarão a ser em janeiro, quando todos estão de férias. Ouvir os pedidos do Mantega acabou gerando consequências indesejadas.
PS. Ai... ai... Passe Livre é uma má ideia, mas conseguiram arrumar uma ainda pior: "A Desestatização do Transporte Coletivo".

Comentários

Anônimo disse…
A ajuda da PM foi providencial no crescimento do movimento. Ela criou uma "causa".
Cristiano disse…
Por que a medida de desestatização do transporte coletivo é ruim?
Você acredita que o Estado é um melhor gestor do que o mercado?
Cristiano,
O problema central do transporte urbano é que cada veículo na rua impõe um custo aos demais. A fração de segundo a mais que meu carro causa gera atinge cada um dos outros na via.
Pensando de outra maneira: vc tem um recurso (espaço na via) que é gratuito. Ele será , portanto, sobre-utilizado. O pedágio urbano é um jeito de tentar acertar isso.

Se vc desregulamenta o transporte público, as ruas ficarão igualmente entupidas de ônibus, vans e o escambau, todos eles subutilizados. Quer a prova? Basta ir ver as metrópoles de países muito pobres. O estado não se mete (por incapacidade) e o trânsito é uma porcaria.

Enfim, entre o MPL e os caras da "Desestatização" existe um amplo espaço para avanços.
Leonardo, outra hipótese:

http://oglobo.globo.com/rio/geracao-que-nem-trabalha-nem-estuda-cresceu-de-123-para-16-dos-jovens-entre-2000-2010-8725435

Att.
Iury disse…
Acredito que houve uma percepção de que o foco internacional no brasil devido a copa das confederações aumenta o poder de barganha dos manifestadores e isso aliado ao aumento da passagem dos onibus (que foi um motivo para se rebelar nesse momento) fez eclodir essas revoltas do povo que ja estava guardando um grande rancor.
Acredito também que o modo de julgar a corrupção no mundo está mudando. Estamos vivendo um momento de transição. A corrupção nunca foi realmente vista como um crime e quando era vista como um problema, era um problema pequeno.
Desta vez, eu espero, essas manifestações não vão parar com a redução no preço dos transportes públicos.

Postagens mais visitadas deste blog

A regra dos dois desvios

Ao que parece, a regra será a minha maior (e única) contribuição ao Saber Universal. Eu a reproduzi no verbete "Brigas, críticas e debates" do meu magnum opus "Manual de sobrevivência na universidade: da graduação ao pós-doutorado" ( Atualização 2017: O livro está fora do ar porque uma segunda edição, expandida, será publicada em breve). Aí vai:

" "Nunca brigue se o adversário estiver a mais de dois desvios padrãode você em qualquer dimensão: conhecimento, ideologia, inteligência ou porte físico." Se você não sabe o que é desvio padrão, nenhum problema. Traduzindo: nunca brigue se o adversário for muito melhor ou pior do que você em qualquer dimensão: conhecimento, ideologia, inteligência ou porte físico. Se o adversário é muito mais inteligente ou conhece muito melhor o assunto, ouça-o com atenção, faça as perguntas relevantes e aprenda. Não é vergonha. Agora, se o sujeito é burro ou ignorante no assunto, o melhor é desconsiderar. Afinal, qual é a…

Colistete e o atraso educacional brasileiro

Ficou ótima a matéria da Revista Piauí com o perfil do Renato Colistete e sobre sua tese de livre-docência (pdf).
Ele é um pesquisador sensacional, gente boa e orientador de 9 entre 10 dos novos pesquisadores em histórica econômica. Já estava no tempo de ele ter reconhecimento de um público mais amplo.
Aproveite e leia o seu blog . Quando a tese estiver on-line, eu aviso.

Cuba é mais rica que o Brasil?

Um texto da internet afirma (não vou incluir o link):
"O povo daquela ilha rochosa bloqueada é mais rico que o povo do continente Brasil. Essa é uma realidade chocante e geralmente desconhecida." O autor recorre aos dados do World Bank que realmente mostram Cuba com um PIB per capita (PPP)  de US$20611 contra US$ 15893 do Brasil.
Obviamente essa estimativa está furada. É tão furada que a ONU - ao calcular o IDH- estimou outro valor que até os órgãos oficiais de Cuba acharam mais razoável:
The 2013 HDI value published in the 2014 Human Development Report was based on miscalculated GNI per capita in 2011 PPP dollars, as published in the World Bank (2014). A more realistic value, based on the model developed by HDRO and verified and accepted by Cuba’s National Statistics Office, is $7,222. The corresponding 2013 HDI value is 0.759 and the rank is 69th. A mesma fonte coloca o Brasil como tendo renda per capita de US$ 15175. Ou seja, Cuba tem a metade da renda per capita brasilei…