Trem-bala? Não, obrigado.

Marcos Mendes e Alexandre Guimarães nos alertam: ainda dá tempo de cancelar o projeto do Trem-bala RJ-SP e economizar o equivalente a 50 Maracanãs.
"O projeto [do trem-bala] não é prioritário porque será um meio de transporte de luxo, com passagens caras, destinado a transportar pessoas de renda alta entre Rio e São Paulo. O nó urbano em que vivemos evidentemente indica que o prioritário é fazer São Paulo, Rio e demais cidades saírem do engarrafamento permanente que existe dentro de cada cidade, em vez de investir em transporte rápido, acessível a poucos, entre as cidades."


4 comentários:

Anônimo disse...

A ponte aérea vai colapsar em poucos anos. Talvez adiar mais um pouco valha a pena, para que a demanda mostre realmente a necessidade e fundos privados fiquem mais interessados. Mas no longo prazo ele é imprescindível.

"O" Anonimo disse...

Mas por que a ponte aérea vai colapsar? E ainda que colapsasse, por que a solução seria o trem bala?

Anônimo disse...

Pq vai colapsar? Veja o crescimento atual e faça uma projeção. Quanto custa uma nova "Via Dutra"? E novos aeroportos? Há lugar para novos aeroportos a uma distância razoável de SP e RJ? Já estamos tendo que ir a Viracopos para pegar voo, pois Congonhas e Guarulhos já não dão conta da demanda. Em Breve viajaremos 3 horas pra um voo de 1 hora...

Leonardo Monasterio disse...

É engraçado fazer um trem-bala quando nem se tem um acesso decente para Guarulhos.

Tecnologia do Blogger.